OU
Ver todas as unidades

O auxílio do Pilates no tratamento de doenças

Além dos benefícios estéticos, como a postura mais elegante e um bom condicionamento físico, o Pilates também ajuda no tratamento de doenças diversas.
Veja algumas:
 

OSTEOPOROSE

auxilio-no-tratamento-de-doenças-Os ossos do nosso corpo são estruturas vivas que devem se manter saudáveis. Para isso, é necessária a remodelação do osso velho em osso novo. Se o corpo deixa de formar material ósseo novo suficiente, os ossos não se renovam como deveriam, ficando cada vez mais fracos e finos. A osteoporose pode ser definida como uma doença dos ossos, caracterizada pela perda acelerada de massa óssea que acaba comprometendo a resistência óssea e levando o indivíduo ao risco de fraturas.
A maior probabilidade de acontecer fraturas é a partir dos 50 anos e, especialmente, nas mulheres, pela ausência do hormônio feminino, o estrogênio. As quedas são bem preocupantes para pessoas com osteoporose, uma vez que podem aumentar, consideravelmente, o risco de fraturas.
A prática de exercícios físicos tem por objetivo deixar os ossos mais fortes, ajudando a melhorar o desempenho e funcionamento de todo o corpo. O Pilates é uma técnica que oferece exercícios variados e que respeita as particularidades – necessidades e limites – de cada aluno. Não há desgaste físico nem estímulo à fadiga. Durante os exercícios, os ossos são submetidos à carga mecânica, favorecendo o aumento da massa óssea.
O Pilates também ajuda a trabalhar o equilíbrio, a força muscular, a concentração e a coordenação, essenciais para evitar a ocorrência de quedas e consequente risco de fraturas, além de promover uma melhora do alinhamento postural, evitando padrões de movimentos incorretos e prevenindo a incidência de lesões.
Mas a osteoporose não surge, apenas, em pessoas da terceira idade, o início da doença é cada vez mais frequente em adultos a partir dos 35 anos – principalmente, em virtude de alguns agravantes como baixa ingestão de cálcio e/ou vitamina D, fumo, consumo excessivo de bebida, vida sedentária e histórico familiar de osteoporose. Daí a importância de começar a praticar o Pilates o mais cedo possível, além de afastar os agravantes da doença.
 

ARTROSE

auxilio-no-tratamento-de-doençasA artrose é a doença degenerativa da cartilagem, provocando uma redução ou até perda total do espaço existente entre os ossos das articulações. Tem como principais sintomas dor, inchaço e rigidez e sua causa pode estar relacionada a vários fatores como a obesidade, microtraumatismos de repetição, atividades ocupacionais, cargas articulares excessivas e fatores hereditários. Comumente, a artrose é atribuída ao envelhecimento. Mas embora predomine nas pessoas com mais de 60/70 anos, as crianças, os jovens e os adultos não estão isentos do risco.
O Pilates respeita as limitações e as necessidades de cada aluno. Através da técnica é possível alongar e fortalecer o grupamento muscular que envolve e protege a articulação afetada, a fim de reduzir o contato entre as superfícies ósseas e a consequente dor. No Pilates há ainda uma grande variedade de exercícios que podem ser realizados sem sobrecarga, favorecendo a articulação atingida e evitando o desconforto durante a prática de movimentos.
 

LOMBALGIA

auxilio-no-tratamento-de-doençasO Pilates trabalha a estabilização da coluna, ou seja, o fortalecimento dos músculos profundos que são responsáveis pela manutenção das vértebras e dos seus componentes articulares na posição correta. Em geral, a técnica tem foco no alongamento, na flexibilidade e na força.
Com seus equipamentos e atendimento personalizado, o método ajuda no tratamento de doenças como hérnia de disco, protrusão discal e desvios posturais que resultam em manifestações dolorosas nas regiões lombar e também cervical.
Mas antes de dar início à prática do Pilates é indispensável que o praticante passe por uma avaliação completa, dessa maneira, o profissional acompanhante poderá trabalhar com mais segurança o caso daquele paciente.
 
 

TENDINITE

auxilio-no-tratamento-de-doençasOs tendões são estruturas fibrosas de tecido conjuntivo que ligam os músculos aos ossos. Fatores como repetições intensas de um mesmo movimento (LER/DORT) ou lesões podem dar origem a uma inflamação no tendão, afetando, principalmente, ombros, cotovelos, calcanhares e punhos.
Esse fenômeno caracteriza a Tendinite, cujos sintomas incluem dormência, sensibilidade em volta da articulação, inchaço local, dificuldade ou até incapacidade de realizar atividades simples, dentre outros.
A prática do Pilates pode ajudar tanto na prevenção quanto no tratamento de doenças como a tendinite, através de um trabalho de fortalecimento e alongamento dos músculos, garantindo um equilíbrio muscular e a lubrificação das articulações que ameniza o esforço e os impactos nas mesmas.
 
 

ESTAFA

auxilio-no-tratamento-de-doençasA estafa física, normalmente, causa dores musculares e extremo cansaço. Ela é decorrente de um ritmo frenético de desgaste físico excessivo somado à má alimentação. A estafa mental é a mais comum. Nesse caso, o indivíduo com excesso de responsabilidades, pressões e tensões armazenadas acaba sofrendo um desgaste mental e metabólico bastante intenso. A pessoa (dependendo do grau do desgaste) pode sentir até mesmo dor física.
Em termos de riscos, a estafa mental é mais grave, uma vez que promove alterações no Sistema Nervoso Central, podendo gerar problemas físicos e psicológicos. Principais sintomas da estafa mental: tristeza, insônia, falta de concentração, comprometimento da memória, angústia, irritabilidade, alterações repentinas de humor, problemas na libido, má digestão, dentre outros.
A prática de atividades físicas é muito importante para o corpo e para a mente, beneficiando, inclusive, o tratamento de doenças. O Pilates é um método bastante indicado para a saúde mental e corporal, uma vez que os exercícios trabalhados têm foco na respiração, na concentração, no equilíbrio e em outros princípios que ajudam o indivíduo a relaxar, livrando-o de tensões, ansiedades e elevando o bem-estar do corpo como um todo.
Você também vai gostar de ler:
O Pilates clínico
– Você conhece a importância do Pilates para o diabético?
– Bico-de-papagaio: como se livrar das dores?
– Condromalácia patelar: tratamento com o Pilates