OU
Ver todas as unidades

Benefícios do Pilates aos pacientes com Labirintite

labirintite-benefícios-pilates
labirintite-benefícios-pilates

Sensação de tontura, normalmente, acompanhada por náuseas, diarreia, “zumbido” no ouvido ou suor frio, dentre outros sintomas, podem indicar labirintite, um distúrbio que surge em decorrência de alterações no funcionamento do labirinto.

O Labirinto

O labirinto é também chamado de ouvido interno, sendo responsável pelas funções de audição e equilíbrio do nosso corpo: a parte anterior do labirinto, chamada cóclea, relaciona-se com a audição e a parte posterior do labirinto, formada por três canais semicirculares, relaciona-se com o equilíbrio. Ele está localizado no osso temporal que é um dos ossos do nosso crânio.

A manutenção do equilíbrio

Para que o equilíbrio do corpo seja mantido estão envolvidos no mecanismo diferentes órgãos e sistemas (o labirinto atua no direcionamento dos movimentos da cabeça e do corpo). O sistema labiríntico recebe os impulsos de todos os sensores do corpo para que sejam analisados pelo sistema nervoso central, funcionando como uma central de informações. A chegada ao cérebro de qualquer mensagem desalinhada acaba resultando em enjoos e tonturas, o que perdura até que haja uma adaptação à nova realidade.
A tontura não é, exatamente, uma doença, ela sugere que algo não está bem no organismo. Esse sintoma pode surgir em qualquer faixa etária ao longo da vida, sendo mais frequente em idosos.

Fatores de risco para a Labirintite

– Hipertensão;
– Diabetes, pré-diabetes e hipoglicemia;
– Cafeína;
– Otite;
– Colesterol alto;
– Alimentação inadequada com excesso de açúcar, por exemplo, ou mesmo um jejum prolongado;
– Tabagismo ou excesso de álcool;
– Uso de alguns medicamentos (anti-inflamatórios, anti-hipertensivos e antibióticos, por exemplo).

Exercícios de Pilates para alunos com Labirintite:

Além de trabalhar o equilíbrio do aluno através de exercícios específicos, a técnica favorece o desenvolvimento de diversos músculos do corpo. No caso, em especial, dos alunos com labirintite, o Pilates ajuda no fortalecimento dos músculos dos quadris e dos tornozelos, essenciais para também manter o equilíbrio do praticante.
– Exercícios de equilíbrio;
– Exercícios de relaxamento;
– Exercícios de coordenação motora;
– Exercícios de força e flexibilidade;
– Exercícios proprioceptivos (trabalha a capacidade em reconhecer a localização espacial do corpo).

aula-experimental-pilates
aula-experimental-pilates