OU
Ver todas as unidades

Tudo sobre pilates

Pilates é uma técnica que trabalha a mente e o corpo, em conjunto, e possui como princípios básicos: concentração, controle, centralização, precisão e respiração. Esses aspectos são responsáveis pela harmonização do organismo durante a prática. Força, tonificação e alongamento são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, elegante e saudável.

Criada na década de 1920 pelo alemão Joseph Pilates, promove a reeducação de movimentos através de exercícios totalmente alicerçados na anatomia humana e que visam favorecer a boa estética e o bem-estar geral do praticante. No Pilates, os movimentos são realizados sem pressa e com bastante controle para afastar o estresse e a fadiga. O grande repertório de exercícios com poucas repetições e baixo impacto, proporcionam menos desgaste das articulações e dos músculos, além de afastar a monotonia das aulas. A técnica é aplicável aos mais diferenciados públicos com resultados, inclusive, emocionais, uma vez que o aluno tem sua auto-estima elevada ao perceber melhoras em sua saúde física e mental.

Como surgiu o Pilates?

Durante a I Guerra Mundial o alemão Joseph Pilates foi exilado numa ilha inglesa, onde começou a trabalhar rotinas de condicionamento físico e mental, inventadas por ele, com os companheiros de exílio. Com os companheiros que tinha restrição de movimentos, ele aplicava molas e resistências nas camas, garantindo-lhes recuperação de força e mobilidade. Mais tarde esses objetos primários utilizados, dariam origem aos equipamentos que, hoje, fazem tanto sucesso. O seu livro, intitulado “Return to Live Through Contrology”, foi editado em 1945, e nele Joseph apresenta seus conceitos teóricos sobre a técnica, além de 34 exercícios efetuados no solo.

Quem foi Joseph Pilates?

Joseph Hubertus Pilates, o criador do Pilates, nasceu em 1883 e era uma criança muito frágil que sofria de asma e febre reumática. Entretanto, Joseph Pilates cresceu seguindo a tradição de hábitos saudáveis que sua família cultivava e trabalhou, incessantemente, em busca de equilíbrio, forma física e bem-estar. Após muita dedicação, Joseph Pilates desenvolveu um método próprio, ao qual denominou “Contrologia”: um completo conhecimento do mecanismo do corpo e uma total compreensão dos princípios de equilíbrio e gravidade aplicados às ações do corpo nos estados ativo, em repouso ou dormindo. Através do controle do corpo e da mente é possível despender o mínimo possível de energia, garantindo boa saúde e melhor desenvolvimento.

joseph-pilatesNo ano de 1923, o alemão abriu seu primeiro stúdio, em Nova York, onde utilizava aparelhos imaginados e desenvolvidos por ele próprio . Mas a técnica, entretanto, só ganhou popularização nos anos 40. A maioria dos alunos que buscavam eram praticantes de esportes, apresentando, geralmente, algum problema postural ou de lesões.Após a morte de Joseph, aos 87 anos, sua esposa deu continuidade ao trabalho de difusão da técnica e, em pouco tempo, muitos alunos seguiram os passos do criador do Pilates, montando seus próprios stúdios. No Brasil, Alice Becker foi a principal difusora, a partir de 1991.

O Pilates continua a crescer em todo o mundo, conquistando um número cada vez maior de adeptos por ser uma prática que respeita as condições, necessidades, objetivos e limitações de cada um, com resultados satisfatórios ao praticante.

 

Exercícios de Pilates.

Seguem os princípios básicos do Pilates: concentração, controle, centralização, precisão e respiração. A prática do Pilates requer um ambiente adequado e, como qualquer atividade física, orientação profissional especializada. Os exercícios podem ser realizados em equipamentos ou no solo, e proporcionam fortalecimento e flexibilidade para a musculatura do corpo.

Exercicios de Pilates em equipamentos: Já os exercícios feitos em aparelhos são realizados de forma rítmica, controlada e associada à correção postural e à respiração. Os equipamentos oferecem uma ampla possibilidade de movimentos variados e são ajustáveis para facilitar ou dificultar os exercícios. As molas, utilizadas para fornecer os diferentes níveis de intensidade dos movimentos, são classificadas em cores: preta, vermelha, verde, azul e amarela, em ordem decrescente de intensidade.

Exercicios de Pilates no solo: Os exercícios realizados no solo enfatizam o aprendizado da respiração e do centro da força,o aluno depende da força do próprio corpo para realizar os movimentos. Por essa razão, os exercícios tendem a se tornar mais pesados, exigindo mais do praticante. E é dessa forma que o corpo inteiro é fortalecido. Entretanto, o trabalho também pode ser facilitado com o uso de acessórios, como bolas ou elásticos, que apresentam material próprio para a realização dos exercícios, com os quais os alunos costumam se divertir bastante nas aulas.

Exercícios para a coluna: A causa de dores lombares está associada ao desequilíbrio muscular. Má postura no dia-a-dia, excesso de tempo gasto em frente ao computador bem como o uso de bolsa ou outros acessórios pesados e calçados inapropriados, acabam favorecendo a desestabilização de músculos, podendo causar danos ao corpo, principalmente à coluna. O Pilates possui exercícios apropriados capazes de aliviar as dores. A eficácia consiste no fortalecimento de musculaturas profundas e certeiras na reeducação postural, como os multífedos, que atuam como estabilizadores da coluna, impedindo os desvios. O Pilates também trabalha os músculos paravertebrais, auxiliando na manutenção da coluna ereta. O trabalho com o músculo quadrado lombar auxilia na extensão e na rotação de tronco. E, por fim, o Pilates também trabalha o trapézio, músculo responsável pelos movimentos de cabeça, ombro e diafragma – músculo da respiração. Os exercícios específicos para dor de coluna devem ser repetidos cerca de quatro vezes cada um, mas os limites do corpo devem ser respeitados. As séries podem aumentar conforme o aluno ganhe mais resistência e habilidade. Lembrando que antes de iniciar os exercícios, principalmente para quem já apresenta dores na coluna, é indispensável uma avaliação física por profissional qualificado e para que suja efeitos rápidos e duradouros, o Pilates deve ser praticado com foco e concentração, pois é dessa forma que se pode ganhar a consciência de cada músculo que está sendo trabalhado no corpo e, consequentemente, facilitar na hora do fortalecimento.

Exercícios para fazer em casa: Quando pensamos em Pilates, logo nos vem à mente uma técnica que para ser realizada necessita de aparelhos e um local específico. Isso é verdade, mas alguns exercícios de Pilates também podem ser praticados sem o uso de instrumentos ou acessórios bem elaborados.O Pilates no solo (Mat Pilates) pode ser feito sem nenhum material, mas para trabalhar melhor o corpo, geralmente, o profissional que acompanha o aluno utiliza também alguns acessórios, como a bola suíça e faixas de elástico com várias resistências diferentes. Esses objetos servem para dinamizar as aulas e possibilitar o trabalho com o corpo inteiro. Uma vez adquirida uma consciência corporal ao longo das aulas, é possível que o aluno comece a praticar a técnica mesmo em casa, mas vale ressaltar que o acompanhamento feito por um profissional é sempre mais válido, pois ele pode orientar acerca de posturas inadequadas, além de outros direcionamentos. O profissional especializado acompanha a evolução do aluno, podendo trabalhar dentro de suas necessidades e limitações. Assistir a um DVD de aulas de Pilates ou ler sobre o assunto não faz de você a pessoa mais apta a se exercitar sozinha, o olhar do profissional faz toda a diferença para a eficácia da técnica e o consequente alcance de todos os benefícios.

Exercícios para gestantes: O corpo muda bastante durante a gestação, o que pode causar dores, desconfortos e má postura. Mas, desde que não haja contraindicação médica, mulheres grávidas podem praticar os exercícios do Pilates e se beneficiar com os ótimos efeitos da técnica. Com a prática, a gestante ganha condicionamento físico, bem-estar, controle de peso e um abdômen mais forte que vai ajudá-lo no trabalho de parto, facilitando-o. Mas são importantes alguns cuidados na hora de executar os movimentos de Pilates. Uma das grandes preocupações do profissional que a acompanha deve ser a garantia de uma postura adequada, pois o objetivo principal não está no uso de muita carga ou repetições excessivas, mas em benefícios que a prática regular dos exercícios pode proporcionar à gestante. O acompanhamento correto do profissional evita as chances de quedas durante a prática (por conta da barriga, o equilíbrio fica alterado) e garante um trabalho especial com a respiração, pois a gestante não pode segurá-la por muito tempo durante o exercício, o bebê pode ficar sem oxigênio. A duração de uma aula para a gestante é a mesma de outros alunos e recomendam-se, ao menos, duas aulas por semana. Nenhuma gestante, entretanto, deve iniciar essa ou qualquer outra atividade física sem antes passar por avaliação médica de confiança, isso garante a saúde da mãe do bebê.

Exercícios para a 3ª idade: O sedentarismo é um perigoso risco ao surgimento de doenças. E envelhecer não significa se tornar menos saudável. O Pilates é uma ótima indicação para a terceira idade, por ser um trabalho aplicado com grande margem de segurança e respeito aos limites e ritmo de cada um. A técnica pode ser adaptada às diferentes necessidades e os benefícios nessa fase são inúmeros: fortalecimento muscular, maior percepção dos movimentos e equilíbrio, alívio de dores e estresse, aumento da flexibilidade, etc. Os idosos não deixam de realizar os exercícios por conta da idade e isso ajuda bastante na auto-estima deles, pois se vêm capazes de realizar o que, até então, julgavam-se incapazes. E tudo isso acontece sem nenhum risco de lesão. A técnica só deve ser praticada após uma avaliação adequada, mas ela é indicada para sedentários e atletas, rígidos e flexíveis, logo pessoas da terceira idade conseguem praticar naturalmente.

 

Benefícios do Pilates
Benefícios do Pilates

Os benefícios do Pilates vão além de se trabalhar a força, flexibilidade, alongamento, postura e respiração. O seu corpo começa a funcionar em conjunto com sua mente, transformando sua qualidade de vida de uma forma dinâmica,

Benefícios do Pilates:

– Redução do estresse, dores crônicas e tensões;

– Estimulação do sistema circulatório e da oxigenação do sangue;

– Maior mobilidade articular, flexibilidade e relaxamento muscular;

– Melhora da respiração (a capacidade cardiovascular respiratória é aprimorada).

– A técnica de respiração profunda permite uma maior oxigenação do sangue e, assim, o corpo passa a funcionar melhor;

– Ganho de consciência e equilíbrio corporal;

– Melhora da coordenação motora;

– Aumento do condicionamento físico e mental;

– Correção postural;

– Facilita a drenagem linfática e a eliminação das toxinas;

– Fortalecimento dos órgãos internos;

O método atua no fortalecimento do corpo, especialmente da musculatura abdominal, alonga e proporciona flexibilidade, desenvolve a consciência corporal e melhora a coordenação. Além disso, ajuda a descomprimir lesões na coluna, deixa as articulações mais móveis, desenvolve os músculos que suportam a coluna, aliviando dores crônicas na região e eleva a capacidade de contração muscular. Por possibilitar um treinamento muscular mais específico para a coluna e estabilização vertebral, o Pilates se torna um aliado eficaz no pós-tratamento de patologias associadas à coluna vertebral (hérnia de disco, lombalgia, discopatia degenerativa, artrose) e na prevenção de dores nas costas.

 

Trabalhamos com uma linha de aparelhos de Pilates da Fábrica New Pilates, nossa parceira, que desenvolveu equipamentos de aço inox e aço carbono. Além do moderno design dos equipamentos, eles garantem ao usuário estabilidade e segurança para a pratica.

  • REFORMER:

    o primeiro equipamento construído por Pilates. Possui forma de cama e é composto por um carrinho deslizante e cinco molas (duas vermelhas nas extremidades, uma azul, verde e amarela no meio), barra alta e baixa que podem ser utilizadas em dois níveis de alavanca, perto (mais intenso) ou mais afastado (menos intenso), dos pés da cama; cordas que são utilizadas com alças nos pés ou de mãos e acessórios, como caixa longa, meia lua e plataforma. Esse aparelho é indicado para desenvolver os braços e as pernas, além de corrigir a postura, trabalhando a coluna.

https://www.youtube.com/watch?v=LKyLgUL-4rU

  • CADEIRA:

    o aparelho tem forma de cadeira e apresenta duas molas de mesma intensidade, pedal antiderrapante e três pares de parafusos em escalas (alavancas) que favorecem o controle de carga.

https://www.youtube.com/watch?v=tqkvmF36OwE

  • CADILLAC:

    equipamento parecido com uma cama de hospital. Possui duas barras de ferro fixas a um colchão, barra de trapézio, dois pares de alça de tornozelo e coxa ajustável, duas barras móveis -uma vertical e outra horizontal, que ajudam a corrigir os desequilíbrios musculares e estabilizar articulações. É utilizado para os exercícios aéreos.

https://www.youtube.com/watch?v=dj5vsLCOjKs

  • BARREL:

    considerado um dos menores do Pilates, é um aparelho de degraus dispostos como em um espaldar com uma meia lua fixa à frente. Atua no relaxamento e tonificação muscular, ajuda a melhorar a respiração, trabalha a coluna para correções de postura e movimentos, dentre outros benefícios.

https://www.youtube.com/watch?v=x8cjWd9taSA

  • WALL UNIT:

    aparelho de ferro fixo na parede e um colchão. Contém um par de molas, alças de pés e de mãos, barra móvel, cinto de segurança e dez pares de ganchos, cuja altura determina maior ou menor intensidade impressa no exercício. Muito utilizado para tratamento postural, auxiliando em processos de reabilitação e de condicionamento físico.

wall unit

  • COMBO CHAIR:

    possui pedais separados para proporcionar trabalho assimétrico simultâneo. Contém dois apoios laterais de ferro, dois pares de molas, ganchos para molas, dois pedais para movimento alternado e independente que, quando fixos por um bastão, transformam-se em um único pedal. Oferece flexibilidade, fortalecimento, controle muscular e alongamento, além de proporcionar melhoras na capacidade respiratória e e na coordenação motora.

https://www.youtube.com/watch?v=tqkvmF36OwE

Melhorando seu condicionamento

Também apresenta como características e benefícios o aumento da densidade mineral óssea, a otimização do desempenho de atletas e a diminuição da tensão pré-menstrual. Por apresentar um grande repertório de exercícios  com poucas repetições de cada movimento, as aulas de Pilates são sempre motivadoras, evitando, assim, a monotonia, além de não gerarem desgaste físico, como é o caso de outras modalidades de atividades físicas. Os aparelhos e acessórios utilizados são específicos, desenvolvidos, especialmente, para os exercícios de Pilates e os benefícios do Pilates  são rápidos e duradouros.

Quem pode fazer Pilates?

Quem pode fazer Pilates? Essa pergunta é feita por várias pessoas e estamos aqui para esclarecer sobre o assunto. Ele pode ser praticado pelos mais diferentes grupos, desde o super treinado ao sedentário, do idoso ao adolescente e das grávidas aos pacientes em fase de reabilitação ou com desordens alimentares, ainda podendo ser recomendado como condicionamento e prevenção de lesões para todos os indivíduos. Ou seja, qualquer pessoa, entre 12 e 100 anos e em todos os níveis de condicionamento físico pode fazer Pilates, desde que sejam respeitadas as diferenças individuais e princípios de treinamento desportivo. Entretanto, em virtude da exigência de concentração por parte do aluno durante a execução dos exercícios, não é recomendável que o Pilates seja praticado por crianças, que facilmente perdem a atração e a concentração.

Pilates para a coluna vertebral

O Pilates tem sido uma forte ferramenta no combate às lesões relacionadas a coluna vertebral, por ser uma atividade que constitui de técnicas que trabalham flexibilidade, postura, consciência corporal, equilíbrio, tônus e respiração. Além do papel de fortalecimento da musculatura profunda, de extrema importância para os portadores de doenças na coluna vertebral, também pode atuar na prevenção desta lesões, fortalecendo diretamente músculos como Multífidos e Transverso do Abdômen, responsáveis por estabilizar e proteger a coluna vertebral. Os fisioterapeutas do Instituto Pilates são especialistas em coluna e trabalham com uma exclusiva metodologia, que proporciona tal fortalecimento de forma segura. O atendimento personalizado, iniciado na avaliação do paciente, permite um acompanhamento sistemático do aluno, sua evolução e a consciência da ativação destes músculos.

Avaliação física

É essencial a realização de uma avaliação específica inicial, capaz de identificar as limitações físicas, presença de dor e nível de aptidão física de cada aluno. Somente através de uma análise aprofundada é possível direcionar as aulas, de acordo com os objetivos e necessidades de cada aluno, identificar quais habilidades devem ser desenvolvidas e quais os exercícios adequados, a fim de evitar lesões ou reações negativas. O conhecimento aprofundado da situação de cada aluno assegura a eficácia e os bons resultados do método.

Qualidade no atendimento

Outro ponto importante é praticar as aulas em um Studio com acompanhamento de um profissional bem capacitado e com formação completa em Pilates. O ideal são no máximo dois alunos para cada profissional, a cada aula, para que o professor consiga estar sempre próximo, corrigindo e auxiliando o praticante na execução dos exercícios. A maior atenção do profissional sobre o aluno permite que a aula seja melhor direcionada às necessidades dele. Para a eficiência da técnica com garantia de ótimos resultados, é necessário o esforço e bastante concentração por parte dos alunos, uma vez que os exercícios não são realizados de maneira automática.

Pilates para jovens

Em virtude do rápido crescimento (natural da fase), os jovens podem apresentar muitas dores nas costas. Também é comum o surgimento de desajustes posturais ocasionados por diferentes fatores (mochila pesada, má postura nas salas de aula, em frente ao computador ou à televisão, horas de sono insuficientes ou excessivas); e ocasional sedentarismo, que contribui para o encurtamento muscular que também pode estar ligado ao rápido crescimento.

Ao criar seu método, Joseph Pilates visava um trabalho de condicionamento muscular esquelético (força, flexibilidade e resistência), estabilidade do centro do corpo (enfatizando a cintura pélvica e escapular), alinhamento corporal e a respiração, atendendo ao público de todas as idades, incluindo os jovens que estão, cada vez mais, suscetíveis aos problemas de coluna.

Autoestima: Os exercícios de Pilates também são favoráveis à autoestima, pois permitem que o jovem sinta um domínio maior sobre o seu próprio corpo, vivencie melhoras físicas e, psicologicamente, alcance maior afirmação perante o meio social.

Vale lembrar que grande parte das alterações posturais, em especial aquelas relacionadas à coluna vertebral, têm sua origem na infância e adolescência, fase de crescimento e desenvolvimento corporal.

Pilates na terceira idade

O cuidado com a saúde é vital ao ser humano, especialmente, durante a Terceira Idade. Profissionais altamente capacitados já aplicam o método Pilates como medida de tratamento/prevenção aos pacientes idosos acometidos por patologias na coluna vertebral, sempre respeitando o ritmo e as limitações de cada um. Com a técnica é possível obter excelentes resultados na melhoria da qualidade de vida dos alunos.

Benefícios: o Pilates trabalha a postura, o equilíbrio, a força, a coordenação motora, a flexibilidade, a capacidade respiratória e a circulação do praticante, contribuindo para aumentar a disposição, aliviar dores, principalmente as lombares, melhorar a percepção de movimentos, fortalecer músculos, afastar o estresse e ainda melhorar a autoestima (afetada nesta fase da vida).

Uma técnica preventiva: A prática de Pilates também proporciona benefícios nas articulações (em caso de artrose) e previne a osteoporose, protegendo a estrutura óssea e não causa lesões, porque os exercícios são realizados sem impacto.

Pilates para gestantes

Inicialmente, a gestante deve procurar orientação médica e, caso não haja contraindicação médica, ela poderá realizar os exercícios de Pilates após completar o terceiro mês de gestação.

Cuidado nunca é demais: A prática de Pilates pode prosseguir até o final do sétimo mês, sempre mantendo contato com o médico acompanhante da gestante. Neste período, atividades físicas (como o Pilates) são muito importantes e fazem toda a diferença para a saúde da mãe e do bebê. Contudo, trata-se também de uma fase delicada que requer atenção especial e de profissional qualificado para a instrução dos movimentos. O ideal é que seja elaborado para a gestante um plano de exercícios que fortaleça seu corpo, prevenindo dores decorrentes do progressivo ganho de peso e da má postura e respeitando as limitações impostas pelo período gestacional.

Gravidez não é sedentarismo: Durante a gravidez, o Pilates proporciona benefícios como: fortalecimento e alongamento da musculatura do abdômen (tornando o parto mais fácil), dos glúteos e da região inferior das costas (parte do corpo responsável pela sustentação da coluna vertebral); diminuição da sensação de desconforto, do inchaço das pernas e das dores nas costas. Com a prática do Pilates, a gestante também adquire um bom condicionamento físico que proporciona bem-estar e um melhor controle de peso.

Cuidados no pós-parto: Após o nascimento do bebê, a mulher que praticou Pilates durante a gravidez terá uma recuperação mais rápida. A volta às atividades, inclusive do Pilates, varia de acordo com o quadro particular de cada mulher e vai depender da forma do parto: normal ou cesária, sendo, neste último caso, a média de recuperação entre 30 e 40 dias (a prática deve ser retomada/iniciada transcorrido este período para evitar hemorragias internas). Ao retornar ao Pilates o faça gradualmente, respeitando o seu corpo, adote uma alimentação saudável e pratique uma atividade cardiovascular.

Pilates na reabilitação

Quando um indivíduo é acometido por lesões, principalmente, na coluna é tentadora – e parece lógica – a opção pelo repouso total para solucionar uma crise de dor nas costas, por exemplo. Todavia, a ciência comprova que o imobilismo está entre as piores decisões que se pode adotar na presença de dor crônica na coluna vertebral.

Qual a diferença? Os exercícios do Método Pilates têm seus princípios baseados na cinesiologia e na biomecânica, o que proporciona uma execução segura, livre de compensação e restrita ao foco da lesão. Os exercícios de Pilates se aplicam tanto na fase aguda da dor, na qual se estabiliza a região lesionada, como na recuperação da musculatura ou da articulação afetada durante a pós-reabilitação. O ambiente e o trabalho oferecidos pela técnica do Pilates facilitam a intervenção baseada nos princípios de assistência, o que permite uma evolução mais rápida ao paciente em reabilitação.

Cuidados! Obviamente, durante uma crise aguda de lombalgia, os movimentos de tronco e dos membros ficam bastante comprometidos. Entretanto, após o diagnóstico adequado e o tratamento médico da fase aguda, é recomendável o retorno gradual às atividades físicas cotidianas e, em seguida, ao programa de exercícios que deverá receber alguns ajustes. Normalmente, essa sequência somente é possível após um tratamento fisioterapêutico.

Pilates no Solo

também chamado Mat Pilates, o aluno depende da força do próprio corpo para realizar os movimentos, uma vez que não há auxílio de aparelhos. Por essa razão, os exercícios tendem a se tornar mais pesados, exigindo mais do praticante. E é dessa forma que o corpo inteiro é fortalecido.

Todavia, o trabalho também pode ser facilitado com o uso de acessórios, como bolas ou elásticos, que apresentam material próprio para a realização dos exercícios. Nesses casos, os alunos costumam se divertir bastante nas aulas.

Os benefícios do Pilates no solo surpreendem a grande maioria dos praticantes: as mudanças que ocorrem no corpo são diversas, tanto em relação à estética quanto em relação à resposta a estímulos externos. Além disso, os resultados são, relativamente, rápidos.

A prática não causa nenhum tipo de lesão e gera notável bem-estar aos adeptos. O corpo é trabalhado de modo gradual e intenso, proporcionando flexibilidade, concentração e equilíbrio. Mas seja qual for o estilo, o Pilates garante qualidade de vida geral e atende a diversos públicos, pois preserva o respeito aos limites de cada um, adaptando-se às diferentes necessidades.

Aulas de Pilates

Dentro de nossa metodologia exclusiva, existe uma protocolo que ajuda a definir como serão as aulas de Pilates:

Metodologia exclusiva

Cada aula de Pilates é única, pois o plano de aula é elaborado sobre os objetivos e restrições obtidos na avaliação física individual. Os alunos tem direcionamentos personalizados, de acordo com sua condição pessoal, e os exercícios evoluem conforme a progressão do aluno. O profissional trabalhará o corpo como um todo, adaptando os movimentos à esta evolução. As aulas oferecem um grande repertório de exercícios, que podem ser realizados com aparelhos, acessórios e no próprio solo. Molas são usadas nos equipamentos, permitindo aumento ou diminuição da resistência e do uso da força, sendo possível criar diversos níveis de dificuldade. Através desta variação de exercícios, tonifica-se a musculatura do corpo e ganha-se dinamismo nas aulas. Os resultados são rápidos e duradouros, e proporcionam uma evolução continua do desenvolvimento corporal.

– Todos os professores do Instituto Pilates são fisioterapeutas formados.

– Os profissionais atendem apenas a dois alunos simultaneamente.

– A metodologia exclusiva garante uma prática segura e maior qualidade de vida para àqueles que sofrem com doenças na coluna.

Aula experimental

O primeiro contato do aluno com o Instituto Pilates é a aula experimental. Ela é gratuita e pode ser agendada em todos os Studios da Rede por e-mail ou telefone, através de nossa página Studios. Nela, o interessado no método vivenciará uma aula de Pilates e terá conhecerá um pouco da metodologia exclusiva que trabalhamos.

Avaliação

Antes de dar início à atividade, qualquer futuro aluno deve passar por uma avaliação física aprofundada, realizada feita por um fisioterapeuta de nossa equipe. As informações são coletadas detalhadamente, identificando quaisquer condições, limitações, recomendações médicas ou indicações de diagnósticos pré-existentes. A avaliação garante ao profissional um conhecimento completo sobre as condições particulares de cada aluno e, assim, ele consegue programar uma sequência de exercícios personalizada, direcionada especificamente a necessidade de cada aluno. Esse levantamento inicial deve ser anterior ao início dos exercícios e define os objetivos e as diretrizes de treino, garantindo maior possibilidade de sucesso na atividade.

Consciência de movimento

A primeira fase da atividade consiste em ensinar ao aluno como realizar os exercícios de forma correta. Além da questão postural, o aluno aprende a controlar a ativação da musculatura profunda para a realização dos movimentos, permitindo assim que obtenham a maior eficiência e controle na pratica.

Perguntas Frequentes

Todo dia, muitas pessoas entram em contato com nossa equipe com dúvidas sobre academia de Pilates. Separamos algumas das perguntas mais frequentes para tirar suas dúvidas. Se preferir, utilize nosso formulário de contato para dúvidas adicionais.

O que é o Pilates?

É uma técnica que trabalha a mente e o corpo, em conjunto, criada na década de 1920 pelo alemão Joseph Pilates. Possui como princípios básicos a concentração, controle, centralização, precisão e respiração. Esses aspectos são responsáveis pela harmonização do organismo durante a prática.Força, tonificação e alongamentos são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, elegante e saudável.

A atividade física é praticada em um Studio (palavra utilizada em idioma estrangeiro), composto por equipamentos específicos para a prática, também inventados por Joseph Pilates.

Quais os diferencias do Instituto Pilates?

Metodologia exclusiva: Desenvolvida por um time de especialistas, fortalece a musculatura profunda da coluna vertebral prevenindo crises e lesões. Também tem alta eficácia na manutenção de tratamentos re reabilitação da coluna vertebral, pois tonifica a musculatura exigida no dia a dia do aluno, considerando sua ocupação e rotina diária. Saiba mais

Profissionais especializados: Todos os professores são fisioterapeutas formados, com experiência em fisioterapia manual e curso de Pilates.

Atendimento especializado: Todo fisioterapeuta atende, no máximo, a dois alunos por aula, possibilitando um acompanhamento próximo da evolução de cada aluno.

Qualidade de serviço: Equipamentos modernos, ambiente confortável, metodologia embasada por artigos científicos, atualização contante dos profissionais.

O Pilates melhora a postura e dores no corpo?

Um dos objetivos mais importantes do Pilates é o realinhamento postural. Os exercícios, somados ao ganho de força e flexibilidade adquiridas com a prática, implicam diretamente na aquisição de uma boa postura. Muitas vezes as dores no corpo são consequência da postura (falta de flexibilidade ou força) e melhoram e até desaparecem com a prática de Pilates.

Quem dá as aulas de Pilates?

No início, as aulas de Pilates eram ministradas por bailarinos que tinham aulas com o “pai” do Pilates, Joseph Pilates, para tratar de lesões causadas pela profissão. Devido à consciência corporal, os bailarinos transmitiam o método com grande beleza e fluidez que o método exige. No Brasil, o método foi adotado por fisioterapeutas e profissionais de educação física, pois o Pilates começou a ser dado em academias onde é exigido um dos dois profissionais. Em paralelo, esses profissionais têm conhecimento e capacitação para passar corretamente os exercícios.

O Pilates emagrece?

Por ser uma atividade física, o Pilates proporciona perda calórica. Porém, não é esse o seu principal objetivo. O Pilates deve ser praticado por quem busca uma vida saudável, com boa postura, músculos flexíveis, corpo bem definido, melhorar circulação sanguínea, melhorar a respiração etc.

Tenho hérnia de disco, posso fazer pilates?

Sim, é possível fazer aulas de pilates tendo hérnia de disco. É um método onde além de se preocupar o tempo todo com a postura correta você deve passar por uma avaliação onde serão descritos exercícios contra indicados e exercícios onde devem ser incluídos na aula para melhora da patologia e dor, a aula de Pilates pode ser adaptada para as limitações de cada indivíduo.

Qual a diferença entre Studio e Academia de musculação?

O Pilates, ao contrário da musculação, não trabalha com pesos. As resistências são feitas com molas ou o peso do próprio corpo. Outra diferença é que na musculação os movimentos e os exercícios são mais rápidos que o do Pilates, que, por outro lado, trabalha com poucas repetições, várias séries do mesmo exercício e mais controle dos movimentos. Por isso se ganha tonificação muscular com o Pilates, mas sem grandes hipertrofias como acontece na musculação.

Pilates me deixa mais disposto?

O Pilates trabalha corpo e mente, com ênfase na respiração e consciência corporal, promovendo assim, o bem estar físico e mental.

É indicado para atletas?

É bastante recomendável, pois não só melhora o desempenho do atleta como ajuda a prevenir acidentes. Se o atleta já possui lesões, ele também pode praticar Pilates, que torna a recuperação mais rápida e fácil.

Devo praticar quantas vezes por semana?

A prática de duas a três vezes por semana é considerada ideal para sentir rapidamente os resultados. Mas, geralmente a freqüência é adaptada conforme as limitações individuais do corpo de cada pessoa.

Há contra-indicações para a pratica?

Há um trabalho em conjunto com o médico de mulheres grávidas, idosos e pessoas cardíacas e outras doenças graves a fim de evitar qualquer incidente. Assim, os exercícios de Pilates não são contra-indicados a esses grupo, apenas é necessária uma autorização do médico para as atividades.